18 de dez de 2011

8º Dia do Jejum de Daniel - A Tropa de Elite do Espírito.

Já viu como é a preparação de um soldado no exército? A mente, muito além do corpo, recebe treinamento para controlar suas emoções.

Isso é para que, em caso de guerra, não haja qualquer sentimento de pesar para matar o inimigo. Soldado é treinado para destruir os inimigos da pátria.

Mesmo assim, seu treinamento não é o melhor.
Quando se trata de tropa de elite, em cada cem candidatos, apenas uns cinco, no máximo, são escolhidos. Nesse caso, o treinamento é excessivamente duro e severo. A mente é adequada para fazê-los quase insensíveis à dor física. Imagine a insensibilidade com respeito às emoções!
Se o soldado não é capaz de vencer suas emoções e fraquezas pessoais, como poderá enfrentar e vencer o inimigo? Se não vence seu interior, como o fará no seu exterior?
Creio que a filosofia da tropa de elite não é para morrer lutando. Mas para vencer lutando.
No Reino de Deus não é diferente. Todos os nascidos do Espírito Santo fazem parte da Tropa de Elite Celestial. Nenhum filho é mais fraco do que o outro. Todos têm o mesmo DNA Divino, o mesmo Espírito, o mesmo poder…
Não é o que temos crido? Que “Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.” 2 Timóteo 1.7
É claro que nem todos têm tido disposição para expor a própria vida pela fé. No passado foi assim, no presente é assim e no futuro também o será.
Mas há alguns que excedem. Não medem esforços no sacrifício da sua vida por aquilo que creem.
A exemplo dos gaditas que ajudaram Davi, diz a Bíblia que eram “homens valentes, homens de guerra para pelejar, armados de escudo e lança; seu rosto era como de leões, e eram eles ligeiros como gazelas sobre os montes... O menor valia por cem homens, e o maior, por mil." I Crônicas 12.1-14.
Deus não poupou poder aos fiéis do passado e nem o faz no presente. Ele tem armado Seus filhos de tal forma que não há chance de os inimigos da cruz prevalecerem.
“Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas...” 2 Coríntios 10.4
Os nascidos do Espírito de Deus nunca perdem. As supostas perdas, fracassos, frustrações e decepções nada mais são do que o preparo da Tropa de Elite do Espírito de Deus.
Tudo coopera para o bem deles! Tudo…
Quando ganham, se alegram com a vitória. Aleluia!
Quando perdem, choram, lamentam e resmungam. Só por enquanto.
Lá na frente, descobrem que ganharam também. E aí, é correr para o abraço!
A morte, os demônios, o inferno, o diabo e seus filhos se mordem de raiva por ver-nos felizes, alegres e radiantes, mesmo diante dos vendavais da vida.
Os filhos de Caim morrem de inveja da gente. Quem manda não sacrificar como os filhos de Abel?
KkKKKKKKKKKKK
Portanto, ganhando ou perdendo, os nascidos de Deus sempre ganham!

Via: bispomacedo.com.br

Nenhum comentário: