9 de dez de 2011

Loucuras da Fé

A Palavra da Cruz - fé associada ao sacrifício - é loucura para os que se perdem. I Coríntios 1.18  Quem, neste mundo perdido, tem disposição para sacrificar a vida por Alguém invisível? Ou por uma nova vida que segue após o sacrifício da vida antiga?
  Muitos têm sacrificado patrimônio, dinheiro, carros e jóias em troca de bênçãos maiores. Mas quem quer sacrificar pais, filhos, família e, sobretudo, a própria vida em troca de uma vida cristã, longe do pecado?  Poucos. Pouquíssimos.  A mensagem da fé exige mais sacrifício do que míseros trocados no altar.  Jesus disse claramente:  “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a Mim não é digno de Mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a Mim não é digno de Mim; e quem não toma a sua cruz e vem após Mim não é digno de Mim. Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por Minha causa achá-la-á.” Mateus 10.37-39  É tudo por tudo. Por isso, a palavra da cruz é loucura. Foi O Tudo de Deus, Seu Filho, em troca do nosso tudo.  Qual é o nosso tudo? Vida feliz? Prosperidade? Saúde intacta? Não! Mil vezes, não!  O tudo humano tem sido vidas avessas. Fracassos sentimentais, fracassos familiares, fracassos profissionais, enfim, agonias constantes no corpo, na alma e no espírito. Às vezes, como se não bastasse, até a saúde comprometida, para não dizer, vida a um passo da sepultura.  Sim! Qual é o tudo que nós temos para dar em troca do Tudo de Deus?  A salvação é para os que creem na prática, não na teoria. A crença cristã prática exige sacrifício, por isso é loucura para os que se perdem.

Nenhum comentário: