25 de dez de 2011

15º Dia do Jejum de Daniel - O que você daria em troca de sua alma?

Como os sacrifícios materiais promovem bênçãos materiais, também os sacrifícios espirituais produzem bênçãos espirituais.

Deus tem convidado aos que creem a prová-Lo nos dízimos e ofertas. Em compensação, Ele prometeu abrir as janelas do céu e derramar bênção sem medida. Além de repreender o devorador. Malaquias 3.10
Da mesma forma, Jesus prometeu vida eterna àqueles que negassem a si mesmos, tomassem a cruz e O seguissem dia após dia. Mateus 16.24
Em ambos os casos, há necessidade de sacrifício. Porém, o apóstolo Paulo vai além, quando dirigido pelo Espírito, suplica:
“Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” Romanos 12.1
Quer dizer: não há culto racional se não houver sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.
Por outro lado, no culto emocional, apesar do recheio de muita música falando de amor, as pessoas ficam embriagadas de uma sensação gostosa.
Uns confessam sentir a presença de Deus, outros falam em "línguas e até profetizam". Isso sem falar dos que rodopiam, caem no chão e andam de quatro. Seria insignificante se o testemunho de suas vidas fosse uma maravilha. Mas não é! Pelo contrário, é um fracasso total: lares divididos, adultérios, pedofilias, prostituições, mágoas entre si, divisões, enfim, um verdadeiro reino de trevas.
Por quê?
Porque neles não há o culto racional, inteligente ou consciente. Como o Criador vai Se agradar de culto emocional se Ele é Racional, Inteligência e Sabedoria?
O culto emocional é como festa de carnaval. Seus participantes vestem fantasias com direito a máscaras. Isso para camuflar a hipocrisia e as obras da carne. E quem rege essa farsa espiritual?
Na verdade, na ausência do culto racional entra o culto carnal ou emocional.
“Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam.” Gálatas 5.19-21
Interessante que Paulo pede, suplica, roga aos seguidores do Senhor Jesus para que apresentem culto racional, o qual exige o corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. Ou seja, que o louvor, a adoração e a contemplação ao Senhor sejam absolutamente conscientes.
Tal culto não está restrito à igreja. Se a pessoa é Templo do Espírito Santo, onde ela estiver haverá louvor, adoração e contemplação.
Na igreja, supostamente, todos estão na mesma fé e no mesmo Espírito. Ali o culto racional é coletivo. Há hinos apropriados, cânticos de louvores e expressões individuais que exaltam o Senhor e Salvador.
Enquanto uns louvam, outros adoram, e ainda outros contemplam a face do Altíssimo. Tudo na mais perfeita disciplina e ordem.
E, por conta dessa liberdade, o Espírito Santo instrui, inspira e dirige o louvor, adoração e contemplação de Seu Filho de forma liberal, espontânea e salutar.

Via: bispomacedo.com.br

3 comentários:

Renan Ribeiro Adão disse...

Meu nome é Renan sou do blog
comicsevenangels.blogspot.com

Adicionei o seu banner no meu blog! espero mandar muitos acessos!

Eu gostei do seu blog de verdade, diariamente estarei por aqui!

Que Deus abençoe!

Renan Ribeiro Adão disse...

Uma dica seu banner que esta lá em baixo esta com problemas!

Laélia Marques disse...

muito bom o Blogger, gostei muito, aproposito bem vindo a familia UBS que Deus continue te Abênçoando
PAZ! estou te seguindo
espero sua visita XAUUUUUUUUUUU